quarta-feira, 16 de abril de 2014

A IMPORTÂNCIA DE APRENDER A ESTUDAR





Aprender a estudar é extremamente importante, mas a forma de estudar é diferente de criança para criança, o importante neste processo é que cada uma conheça qual o método de estudo mais adequado a si. Existem crianças que preferem ler a matéria em voz alta, mas há outras que optam por recorrer, a esquemas, resumos ou por sublinhar a matéria...mas, em muitos casos até perceberem qual o método mais eficaz para si, podem demorar muito tempo a descobri-lo. Essa descoberta tardia, dá origem a sentimentos de frustração, desmotivação e a insucesso escolar.

Sendo assim, durante o seu percurso escolar todas as crianças teriam mais êxito, se alguém as ajudasse a descobri-lo. Essa ajuda é possível e  importante para conseguirem aprender melhor os conteúdos escolares e, quanto mais cedo encontrarem o seu método de estudo, melhor será o seu rendimento futuro.  

Melhorar a aptidão escolar engloba desenvolver algumas competências, tais como, motivação, responsabilidade, deixar de ter medo de errar, acreditar mais em si próprio, desenvolver as suas qualidades e capacidades.

Determinados métodos de estudo funcionam bem em algumas crianças, mas podem não funcionar ou não ser adequados para outras. Sendo por esse motivo, extremamente importante perceber qual o método de estudo que a criança deve utilizar quando está a estudar, tendo em consideração as suas características de personalidade, porque cada criança interioriza os conteúdos de maneira diferente.

Ao descobrir a forma mais produtiva de estudar e de assimilar as aprendizagens, também potencia o seu processamento da informação e, consequentemente, os seus resultados em situações de avaliação melhoram, porque a criança para interiorizar os conteúdos programáticos, faz menos esforço e aprende a recorrer as técnicas que melhor se adaptam a si.

A memória é  a capacidade de adquirir e armazenar ou recuperar as informações internas no cérebro e a base de todo conhecimento, devendo por isso ser estimulada, desde a infância para que se desenvolvam novas competências. Especialmente porque é através da memória que atribuímos significado, aos acontecimentos diários e onde armazenamos as experiências que iremos utilizar futuramente, assim sendo, quanto mais precocemente for desenvolvida melhor será o sucesso posterior da criança. 

O desconhecimento dos métodos de estudo no 1º ciclo, faz com que muitos jovens cheguem a essa descoberta numa fase muito tardia, isso é muito prejudicial, porque depois os seus conhecimentos de base, nem sempre são consolidados e tornam-se mais limitativos, implicando também posteriormente, maior esforço e dificuldade na aquisição dos conteúdos escolares nos anos seguintes. Daí a necessidade de se aprender a estudar entre o 1º e o 6º ano de escolaridade para potencializar as capacidades inerentes das crianças.


Muitas vezes quem estuda com a criança, tem alguma tendência para incutir o método de estudo ou exemplificar as técnicas que utilizava quando era estudante, no entanto, apesar de terem sido eficazes para si, não significa que sejam as mais adequadas para determinada criança, porque nem todas as pessoas possuem características, estímulos ou motivações iguais, sendo por isso, extremamente importante descobrir precocemente, quais as melhores técnicas para otimizar o registo da informação.


O insucesso escolar e o desinteresse pelo estudo, gera grandes conflitos internos na criança e, muitas vezes na relação entre pais e filhos, condicionando em muitas situações todo o percurso escolar. Podendo ter implicações futuras na forma da criança percecionar o estudo e como irá comportar-se durante a vida escolar. É fulcral ajudá-la, não só a ser autónoma no estudo, mas também a desenvolver as competências mais eficientes durante o seu percurso escolar.




Aprender a estudar é essencial para que a criança descubra quais as suas competências e potencialidades mas, também a conhecer as suas limitações. Adquirindo assim, melhor consciência de si própria o que lhe permite ultrapassar melhor as dificuldades com que se depara. 


Quando a criança começa a encarar o estudo como um desafio gratificante, estudar deixa de ser uma atividade aborrecida, porque se sente mais motivada. Mas isso só é possível, no momento em que descobre as técnicas que melhor se adaptam a si e as que produzem melhores efeitos, ou seja, só altera a sua forma de ver o estudo quando percebe qual a sua melhor forma de assimilar as matérias escolares e a visualizar melhores resultados.


O beneficio desta descoberta, é que começa a acreditar mais nas suas potencialidades, aprende a estudar de forma mais autónoma, torna-se mais responsável e, aumenta a sua motivação quando tem de estudar. É importante perceber se existem dificuldades escolares e identifica-las, por forma a ajudar a criança a supera-las o mais rapidamente possível, porque como acontece com quase todas as competências, quanto mais cedo se adquire   esse conhecimento, mais precoce será o seu êxito.

Se sente que existe alguma dificuldade com a criança no seu percurso escolar, deve procurar ajuda de um psicólogo educacional, especialista em métodos e técnicas de estudo, que a ajude a encontrar as melhores estratégias para otimizar o tempo de estudo, assim como, a facilitar a estimulação da memória, a descoberta do método de estudo mais eficaz para o seu caso, por forma a que a criança consiga estudar com o menor esforço possível.

Esta ajuda é imprescindível para aumentar a sua motivação e, consequentemente obter melhor resultados escolares nas avaliações, evitando-se assim, insucessos, frustrações e desinteresse, mas isto, só é possível, a partir do momento em que o próprio aluno, descobre quais as estratégias que deve desenvolver para alcançar novas e melhores competências.